Prefiro uma família ferida....


Na sua viagem ao México, o Papa Francisco encontrou-se com as famílias. Começou por escutar vários testemunhos: o primeiro foi o do Manuel, uma criança em cadeira de rodas vítima de distrofia muscular; depois foi a vez de um casal que celebrava 50 anos de matrimónio; seguiu-se uma mulher casada civilmente por causa do divórcio anterior, tendo-se dedicado ao serviço dos pobres; por fim, uma mãe solteira, várias vezes tentada a optar pelo aborto por causa da solidão em que vive.
Na resposta, o Papa Francisco afirmou: «Prefiro uma família ferida que cada dia procura conjugar o amor, a uma sociedade doente pelo fechamento e a comodidade do medo de amar. Prefiro uma família que uma vez após outra procura recomeçar a uma sociedade narcisista e obcecada pelo luxo e pela comodidade. Prefiro uma família com o rosto cansado pelos sacrifícios às caras maquilhadas que não sabem o que é a ternura e a compaixão.»









Comentários

Mensagens populares deste blogue

A BELEZA DO AMOR DE MÃE

Formação Comunicar Bem

XXIII Jornadas Nacionais da Pastoral Familiar